Show de Karol Conka fecha Cultura Inglesa Festival

Por Thales de Menezes
O show principal da 21ª edição do Cultura Inglesa Festival, que acontece de 27 de maio a 18 de junho, está marcado para o dia 11 de junho, no Memorial da América Latina, e será uma espécie de celebração de poder feminino. A atração internacional é a cantora britânica Charli XCX, que incluirá em seu set canções em homenagem a David Bowie . Nesta semana, a rapper brasileira Karol Conká será anunciada na programação. Ela deve despejar na plateia o caminhão de sucessos, como “É o Poder”, “Maracutaia” e o recente “Farofei”.
*
ANIMAL – Já pipocam na net faixas de “Humanz”, novo do Gorillaz, que sai em 28/4. “We Got the Power” reúne os
(agora) amigos Damon Albarn e Noel Gallagher
*
A volta do Ride – Uma das principais bandas do movimento shoegaze, a britânica Ride soltou na rede as músicas “Charm Assault” e “Home Is a Feeling”, que vão estar em “Weather Diaries”, seu quinto álbum, previsto para junho. Ele chega 21 anos depois do anterior, “Tarantula”. Durante esse período de separação, o guitarrista Andy Bell foi baixista do Oasis por quase uma década.
A volta do The The – O projeto de Matt Johnson retorna aos estúdios depois de 15 anos. O single “You Can’t Stop What Is Coming” será lançado no dia 22 de abril e traz participação de Johnny Marr, ex-guitarrista dos Smiths.
Novos velhinhos – O sucesso do Desert Trip, o festival que reuniu no ano passado Bob Dylan, Rolling Stones, Neil Young, Paul McCartney, The Who e Roger Waters, motivou o Classic Festival. Em dois fins de semana de julho, com um palco montado em Los Angeles e outro em Nova York, gigantes do rock americano dos anos 1970 se reencontram com o público. A escalação completa tem Eagles, Steely Dan, Doobie Brothers, Earth, Wind & Fire, Journey e Fleetwood Mac. Na plateia, com certeza cinquentões e sessentões cantando juntos os versos dos hinos roqueiros “Hotel California” (Eagles, 1976) e “Don’t Stop Believin’” (Journey, 1981). Long live rock!
*
COISA NOVA
FORMATION
“Look at the Powerful People”
O quinteto Formation vem do sul de Londres e gosta de tocar electropop, com guitarras, baixo e sintetizadores. A classificação dance-punk cabe bem, porque as músicas que fazem dançar trazem letras políticas que fazem pensar.