Desert Trip 2017 tenta a volta do Led Zeppelin

Por Thales de Menezes

Há um contrato nas mãos do guitarrista inglês Jimmy Page, 73. Uma volta do Led Zeppelin para shows nos Estados Unidos, ainda neste ano, só depende dele. Seus colegas Robert Plant, 68, e John Paul Jones, 71, já teriam aceitado a proposta de cerca de R$ 45 milhões para seis shows no segundo semestre.
Duas dessas apresentações seriam na segunda edição do Desert Trip, o milionário “festival dos velhinhos”, que no ano passado reuniu na Califórnia os mitos Bob Dylan, Rolling Stones, Neil Young, Paul McCartney, The Who e Roger Waters.
Segundo um executivo da Goldenvoice, a empresa que promoveu o Desert Trip e também organiza anualmente no primeiro semestre o megafestival Coachella, o anúncio do novo evento deve sair ainda em maio. Será realizado em dois finais de semana no mês de outubro.
Bruce Springsteen já assinou, informa seu gigantesco fã-clube oficial, que não costuma errar. O cantor teria sido sondado já na primeira edição. Entre os rumores de outros nomes para o Desert Trip 2017 estão os americanos Billy Joel e Eagles e os britânicos Queen, Police e Kinks.

*

 

NOVINHAS  – The Aces é um quarteto roqueiro de Utah com dois singles matadores, ‘Stuck’ e o recente ‘Physical’, de belas harmonias vocais  O álbum sai no dia 23 de junho

*

 

Brasília, anos 1990 – Low Dream foi uma banda brasiliense de arranjos intrincados de guitarra, algo entre Echo & the Bunnymen e Jesus and Mary Chain. É lembrada como uma das favoritas de Renato Russo, mas pouca gente tem e ainda escuta os ótimos álbuns “Between My Dreams and the Real Things” (1995) “ Reaching for Balloons” (1996). Ambos têm relançamento digital nesta sexta (12), pelo selo Midsummer Madness.

Clássico reeditado – Outro bom relançamento, este em vinil. A Polysom reedita “Loki?”, o primeiro álbum solo de Arnaldo Baptista. Lançado em 1974, após sua saída dos Mutantes. é essencial.

I love Brazil – O anúncio de mais uma turnê de Paul McCartney revela uma atração, comercial ou sentimental, do ex-Beatle pelo Brasl. Paul já fez 16 shows no país desde 2010. Assim, o Brasil, ao lado do Canadá, aparece como segundo país mais visitado pelo músico nesse período. Só perde para os Estados Unidos, com 105 shows, mas supera alguns países antes mais atraentes para Paul, como Japão e, uau!, Inglaterra, com 15 shows desde 2010.

Convidada especial – Já está nas plataformas digitais “Summer Long”, EP dos pernambucanos do Mombojó com participação da francesa Leatitia Sadier, do Stereolab.