Cigarettes After Sex é a grande banda da temporada

Por Thales de Menezes

Depois de algumas vezes, é impossível viver sem. O som da banda Cigarettes After Sex pode viciar quem ainda acredita que o pop é capaz de esbarrar no sublime. São apenas um EP, cinco singles e um álbum homônimo que ainda será lançado este mês nos Estados Unidos. E já empolga,
Greg Gonzalez formou a banda em 2008, em El Paso, Texas, mas partiu para Nova York no começo da década. É um quarteto, mas nem vale a pena falar dos três coadjuvantes. Cigarettes After Sex, que muitos fãs chamam de CAS, é na verdade a sensibilidade de Gonzalez para criar música etérea, mas com grude pop. Sua voz é algo especial. Às vezes parece uma menina cantando, em outros momentos soa como um velho com rouquidão.
Há um lado fofo, que provoca reação semelhante à estreia de Belle & Sebastian nos anos 1990. Mas as letras podem ser carregadas de desesperança. Numa comparação um tanto herege, pensar em Smiths não é exagero.
Ouvir na rede “Affection”. “K.” ou “Each Time You Fall in Love” é suficiente para enlouquecer. Se aparecer algo melhor que o CAS em 2017, este será um ano e tanto.

A banda Cigarettes After Sex, liderada por Greg Gonzalez (segundo da esq. para a dir.)

*

Rock europeu – De São Carlos (SP) para o mundo. O grupo Aeromoças e Tenistas Russas embarca para sua primeira turnê fora do país. As duas primeiras datas são em Barcelona, no badalado festival Primavera Sound, nos dias 3 e 4 de junho. Depois a ATR leva seu som instrumental para mais seis shows na Holanda, na Alemanha e em Portugal.

*

Franco-brasileiro – O título do disco já explica: “Antologia Nicolas Krassik – 15 Anos de Brasil” é uma celebração da década e meia que o violinista francês completa no país, trabalhando com muita gente boa. Tem show de lançamento do próximo dia 2, no JazznosFundos, em Pinheiros.

*

Cidadã do mundo – A britânica Jesuton (acima), radicada no Rio, deveria se apresentar mais em São Paulo. O lançamento do disco “Home” propicia uma oportunidade para mais paulistanos conhecerem o pop elegante da moça. Ela mostra nesta quarta (24), no Theatro NET, as músicas do álbum, um trabalho autoral que tem os convidados brasileiros Seu Jorge e Dani Black.

*

Segundo sol0 – Marcelo Gross, guitarrista da Cachorro Grande, lança no sábado (27) o segundo álbum solo, “Chumbo & Pluma”, com show no Centro Cultural São Paulo. De pegada setentista, o disco tem a colaboração de Carol Navarro, da Supercombo.