Show de Liam Gallagher no Brasil será no Lolla

Por Thales de Menezes

A vinda de Liam Gallagher ao Brasil no ano que vem, bastante comentada nos sites dedicados ao ex-vocalista do Oasis, será motivada pela participação dele no Lollapalooza Brasil, divulgando seu primeiro álbum solo, “As You Were”. Ainda sem data definida, entre março e abril, o evento brasileiro deve trazer muitos nomes que estão escalados nas outras praças do Lolla pelo mundo. Liam cantou neste domingo (23), no Lolla Paris, e está escalado para se apresentar em Chicago, entre 3 e 6 de agosto.

*

SÓ BAMBAS – O quarteto de feras Igor Eça, Zé Renato, Dori Caymmi e Toninho Horta, clicados aqui pela fotógrafa Beatriz Giacomini, faz show na terça (1º), no Theatro NET, em São Paulo. No repertório, as música do CD que lançaram dedicado ao pianista Luiz Eça (1936-1992), um dos grandes arranjadores brasileiros e líder do lendário Tamba Trio. Só vai faltar no palco Edu Lobo, que também participou do disco.

*

In memoriam – Nem Ed Sheeran nem Katy Perry. O video mais acessado nos últimos dias mostra a participação do cantor Chris Cornell no show que o Linkin park fez em Atlanta, durante turnê de 2008. Cornell, que se matou no dia 15 de maio, canta ao lado do vocalista do Linkin Park, Chester Bennington, que se suicidou no último dia 20. A dupla apresenta a música “Hunger Strike”, lançada pela banda-projeto Temple of the Dog em seu único disco, de 1991. Na gravação original, o parceiro de Cornell no dueto é Eddie Vedder.

*

A arte do encontro – A série de programas que o violonista Yamandu Costa apresenta semanalmente no Canal Brasil, “Contradança”, é a principal pedida de MPB na atual temporada da TV. Nesta terça (25), ele convida Alcione para a parceria no episódio. No repertório, versões arrepiantes de “Nunca” e “As Rosas Não Falam”.

*

RODRIGO SANTOS & FERNANDO MAGALHÃES – EFEITO BORBOLETA

Respectivamente baixista e guitarrista do Barão Vermelho há 25 anos, Rodrigo e Fernando celebram a amizade neste que é o primeiro de três discos que pretendem lançar juntos. São 15 faixas, todas de autoria da dupla e com a pegada de rock’n’roll e blues do Barão. Disco empolgante e honesto, feito com alma de roqueiro.

*

PORCAS BORBOLETAS – MOMENTO ÍNTIMO

O quarto álbum do sexteto mineiro Porcas Borboletas traz o grupo em ótima forma, na sua mistura de humor bem particular e pop rock bom e inclassificável. A faixa-título, que fala de um cara com vergonha do próprio corpo, sinaliza bem o tom do disco. Há participações das cantoras Tulipa Ruiz e Juliana Perdigão.